domingo, 24 de fevereiro de 2008

Boda molhada, Boda abençoada!

Queria conseguir transparecer o quanto gostei do dia de ontem... O quanto me orgulhei dos meus amigos. O quanto me diverti, ri e chorei! O quanto dancei e me cansei. E o quanto estou contente.
Tudo correu bem, à parte a flor a arder e o engasgamento que até teve a sua piada. O resultado das sabrinas também não foi o melhor, mas há quem tenha gostado. Mas de resto, tudo perfeitoooo!
A noiva linda. O noivo ainda mais. Os padrinhos mais giros, as madrinhas um brilharete (convencida?). Um almoço que era uma maravilha, os melhores amigos do mundo e uma pista de dança de chorar por mais!
O filme estava uma loucura. Não há quem não queira uma cópia daquele divertimento todo junto, nem que seja para relembrar a queda da Caixa.
O resto desenrolou-se ao ritmo natural das coisas. Natural salvo seja. Alguém me explica aquele safanço todo? Só pode ter sido influência do casamento. Aquele conversa toda do padre deve ter dado a volta à cabeça dos meninos. Ou então foi o vinho. Secalhar aposto mais na última.
E por falar em última, a última parte da noite é sempre a mais complicada, a mais complexa, talvez melhor dizendo, a mais crítica!
Mas acorda-se hoje com um bom feeling.
Não me querendo repetir, Tudo vai bem no meu mundo.
Viva os Noivos e que aproveitem a tão falada noite de núpcias.

PS.Mais tarde trarei lembranças do dito dia!

1 comentário:

jppaiva disse...

Queme me dera ter estado presente, que inveja!! Beijao enorme.
Visita o meu blogue:
www.rush-hours-ny.blogspot.com